Vão-se as leis, ficam os “beldos”

Desrespeito aos pedestres

Desrespeito aos pedestres

A lei da moda agora é discutir o uso da calçada pelos comerciantes, coisa que vem causando tanta ojeriza por estes como as recentes mudanças nas leis de trânsito e sobre a liberdade de fumar em local próprio.

O que uma tem a ver com a outra?

Além de todas afetarem diretamente o comércio, o fato de que o governo sempre saca novas multas das mangas sem antes passar por um processo gradual de reeducação no comportamento do brasileiro que deveria se estender da escola até a TV. Multas pesadas apenas segregam os infratores entre os que podem pagar e os que não podem para não dizer da fraca autoridade que sequer consegue fazer “vingar” boa parte de suas promulgações.

A taxação quase sempre é a primeira (e infelizmente a única) medida do governo em casos assim. Nossa história tem vários exemplos de taxas criadas com o intuito de aumentar a receita para setores importantes, como é o exemplo da CPMF que segundo Brasília resolveria os problemas da saúde. Mas as soluções nunca se concretizam e as recentes manchetes como as do uso de dinheiro público para pagar passagens aéreas aos parentes de parlamentares são frequentes. Acredito que a taxação e o início das obras precisam ocorrer simultaneamente e neste caso até aumentaria a receita dos estabelecimentos com o público atraído pelas benfeitorias aplicadas através do retorno destas taxas como infra-estrutura. Pois as cafeterias de Paris não são famosas por possuir o melhor café, mas sim pelo melhor ambiente.

Um parque municipal com circuito para caminhadas, área verde e uma ciclovia em lugar do lendário campo do Rio Branco ou um calçadão com decoração e eventos periódicos para tornar o hábito das compras de nossos visitantes mais agradável parecem obras faraônicas ao orçamento ibitinguense, mas conseguimos um grande passo com o teatro, estou feliz, agora é continuar andando…

Paris possui regras rígidas sobre o uso das calçadas

Paris possui regras rígidas sobre o uso das calçadas

Comente😉

1 Comentário

  1. Aprovado, concordo com tudo isso,as pessoas tem que se lembrar que a aparência e o aconchego de uma “cidade turistica” marca muito, tem muito peso. Nossa cidade tem que ser lembrada como uma cidade aconchegante e do mesmo modo limpa, bonita e marcante assim que essas coisas forem feitas (calçadão) ai sim podemos começar a chamar Ibitinga de cidade turística. Trabalho no comércio a 7 anos, é vergonhoso quando as pessoas vem vizitar Ibitinga e pergunta “o que tem além do bordado aqui ou o que tem de bonito para se ver aqui” são perguntas frequentes que nos deixam envergonhada por não ter o que falar, Ibitinga e pobre de coisas pra se ver ou pra se fazer. Temos que além de melhorar esteticamente nossa cidade fazer um trabalho de divulgação melhor, Ibitinga só é conhecida pelos mesmos clietes de sempre, muitos não conhecem a cidade por pouca divulgação restrita ao bordado.


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Ganhe o mundo aprendendo inglês de qualidade sem gastar muito

    O futuro que você sempre desejou está aqui

    Mais fotos
  • Enquete

  • Arquivos com todos os posts

  • mais acessados