Mitificação da independência

O grito do Ipiranga

O brado histórico do dia 7 de setembro de 1822 não foi tão retumbante na época. O grito não repercutiu na ocasião porque, politicamente, a sorte do Brasil já estava selada por uma série de medidas anteriores.

Nem todos que olham o quadro de Pedro Américo, pintado em Florença por encomenda oficial em 1888 imaginam que foi uma idealização do fato verdadeiro, pois, era preciso construir uma imagem gloriosa de uma independência que ao contrário de todos os países americanos, foi conquistada por métodos burocráticos, praticamente sem um único combate armado.

O grito da independencia

Dentre as alterações no quadro estão:

Um pequeno córrego transformado em riacho; (parte inferior direita do quadro)

Uma colina que não existe no local;

A transformação de umas poucas mulas (a ausência de estradas na Serra da Mantiqueira tornava inviável para cavalos de porte as trilhas íngremes em meio a mata fechada) em dezenas de cavalos de raça nobre;

Os sofridos trajes da longa viagem para São Paulo (4 dias) do então “Príncipe Regente” d. Pedro foram alterados por uniformes militares adornados por condecorações;

Ampliação da comitiva com a incorporação da Guarda do Imperador, que sequer existia na época, pois fora criada tempos depois;

Pra não comentar o motivo pelo qual os viajantes param próximos aos córregos, certamente fisiológicos (Cagar, comer e beber água, não necessariamente nesta ordem).

Rio Ipiranga

Outras curiosidades estão na linha de tempo do processo de construção da identidade mitificada de nosso país:

1831

Francisco Manuel da Silva compõe uma melodia (sem letra) que se transformou no Hino Nacional. Note que a música foi composta no ano de abdicação de d. Pedro I e não logo após seu “heróico” gesto em 1822.

1888

Um quadro com regras explícitas sobre seu conteúdo é encomendado a Pedro Américo em Florença, Itália. Visando retratar de forma honrosa o estranho processo de independência brasileiro, envolvendo dinheiro, o que deu início a eterna dívida externa de nosso país.

1922

Cem anos depois a letra de Osório Duque Estrada foi oficialmente adotada para o Hino Nacional.

Pra pensar:

Você acredita que houve grandes mudanças atribuídas a independência do país?

A então colônia brasileira subjugada a Portugal e aos desmandos do comércio Britânico é muito diferente da atual dependência do Brasil por investimentos estrangeiros, produtos manufaturados importados e a exportação com base em produtos primários?

2 Comentários

  1. Seems like you are a true pro. Did you study about the theme? lol

    • Well MR(s) no name,,,

      I am graduated in history so that’s why I fell confortable to talk about brazilian history… but I can’t figure out what’s the reason of the laughting (lol) on you comment

      hope you have at least an argument next time

      thx for visiting


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Ganhe o mundo aprendendo inglês de qualidade sem gastar muito

    O futuro que você sempre desejou está aqui

    Mais fotos
  • Enquete

  • Arquivos com todos os posts

  • mais acessados